Vytautas, o Grande



Vytautas (c. 1350 – 27 de outubro, 1430), o Grão-Duque da Lituânia (1392 – 1430), denominado “o Grande” a partir do século XV, foi um dos mais ilustres governantes da Lituânia na Idade Média e é considerado um herói nacional para o lituanos.


Uma intensa disputa familiar pelo poder
Algirdas, o tio de Vytautas e Kęstutis, o pai de Vytautas, praticamente governaram o Grão-Ducado da Lituânia em conjunto, Algirdas administrava o Leste e Kęstutis administrava o Oeste, ambos foram os principais responsáveis pela defesa contra a Ordem Teutônica.
Algirdas que faleceu em 1377 foi sucedido por seu filho Jogaila, começava uma luta em família pelo poder. Em 1380, Jogaila e a Ordem Teutônica assinam em segredo o Tratado de Dovydiškės, o tratado foi dirigido contra Kęstutis e o seu efeito foi o de precipitar a Guerra Civil lituana (1381-1384). Em 1381, Kęstutis descobre sobre o acordo secreto entre o seu sobrinho e a Ordem e manda prender Jogaila, Kęstutis se torna momentaneamente o Grão-Duque da Lituânia, mas Kęstutis é traído pelos seguidores leais de Jogaila. Durante as negociações para uma trégua entre ambas as partes, Kęstutis e Vytautas são presos e transportados para o Castelo Kreva.

Vytautas e Kęstutis preso por Jogaila


Kęstutis morre uma semana depois e Vytautas consegue escapar de Kreva com a ajuda da sua esposa, Anna. Vytautas, então procura a ajuda da Ordem Teutônica, que estava negociando com Jogaila no momento. Jogaila e a Ordem assinam o Tratado de Dubysa, pelo qual Jogaila se compromete a aceitar o cristianismo e a transferir para a Ordem Teutônica uma parte de Samogitia até o Rio Dubysa. No entanto, o tratado nunca foi ratificado. No verão de 1383, a guerra entre Jogaila e a Ordem é retomada. Vytautas é batizado como um católico, ele participa de vários ataques contra Jogaila. Em janeiro de 1384, Vytautas promete ceder para a Ordem uma parte da Samogitia até o Rio Nevėžis, em troca do reconhecimento como Grão-Duque da Lituânia. No entanto, em julho do mesmo ano, Vytautas rompe com a Ordem e se reconcilia com o seu primo Jogaila. Em 1385, Jogaila conclui a União de Krewo com a Polônia, na qual ele se casa com Edviges da Polônia e torna-se rei da Polônia como Władysław II Jagiełło. Vytautas também participa da União com a Polônia. Jogaila deixa o seu irmão Skirgaila como regente na Lituânia. No entanto, Skirgaila é muito impopular com o povo e Vytautas vê uma oportunidade de se tornar Grão-Duque. Em 1389, ele ataca Vilnius, mas não consegue tomar o poder. No inicio de 1390, Vytautas novamente se alia à Ordem Teutônica. Vytautas teve que confirmar o acordo de 1384 e ceder Samogitia para a Ordem.
Os nobres poloneses estavam descontentes que o seu novo rei passava a maior parte do tempo se dedicando aos assuntos relacionados a Lituânia. Em 1392, Władysław II Jagiełło faz uma oferta para fazer de Vytautas o regente da Lituânia, em vez de seu irmão Skirgaila. Vytautas aceita a oferta e novamente quebra o acordo que tinha com a Ordem.


Expansão para o Oriente
Vytautas continuou com os mesmos planos do seu tio Algirdas, controlar o maior número possível de terras da Rutênia. Em 1398, o exército de Vytautas consegue invadir uma parte da Crimeia e constrói um castelo por lá. Agora o Grão-Ducado da Lituânia se estendia do Mar Báltico ao Mar Negro.


A Relação com a Polônia
Em 1399 Edviges da Polônia morre em decorrência de complicações do parto de sua filha, sua filha Isabel Bonifácia também não sobrevive. O reinado do rei Jogaila estava comprometido, já que ele era um rei estrangeiro. Além disso, a derrota na Batalha do Rio Vorskla forçou uma reavaliação da relação entre a Polônia e a Lituânia. O resultado foi o Pacto de Vilnius e Radom em 1401, foi concedida uma autonomia ampla para Vytautas, mas depois de sua morte, o titulo e os poderes do Grão-Duque da Lituânia seriam transferidos para o rei da Polônia e vice-versa.


Congresso de Lutsk

Congresso de Lutsk
Em janeiro de 1429, no Congresso de Lutsk, Vytautas recebe o titulo de Rei da Lituânia com o apoio de Sigismundo de Luxemburgo, mas os enviados que transportavam a coroa foram parados por magnatas poloneses no Outono de 1430. Uma outra coroa foi enviada, mas Vytautas falece no Castelo de Trakai vários dias antes da coroação.


Ona Vytautienė (em lituano)
Anna, Grã-Duquesa da Lituânia (esposa de Vytautas)




Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquisar este blog